Rael – Capim-Cidreira

Rael - Capim-Cidreira

História Capim-Cidreira

Salve!

Meu novo disco, “Capim-Cidreira”, acaba de ganhar o mundão e eu quero dividir este momento especial com você.

“Capim-Cidreira” pra mim é sinônimo de dar um tempo na correria, no estresse, tirar um momento pra mim, lembrar do que me faz feliz no meio da loucura que é o mundão.
Quando eu era criança, minha avó fazia chá de capim-cidreira para os netos quando a gente tava muito agitado. Agora, no longo processo que me trouxe até aqui, descobri que existem vários tipos de “Chá de Capim-cidreira”. Pra mim: o esporte, a minha família, meus amigos…

A partir de hoje, em infusão com a sua mente e seu coração, esse chá pode ser consumido também em forma de música!

Te convido a embarcar comigo nessa onda de boas energias.

Biografia

Nascido e criado na Zona Sul de São Paulo, Rael iniciou sua carreira solo em 2010 com "MP3 - Música popular do terceiro mundo" e em 2013 lançou "Ainda bem que eu segui as batidas do meu coração", seu primeiro álbum lançado pelo selo Laboratório Fantasma. Em 2014, colocou nas ruas o EP "Diversoficando", disponibilizado para audição em muros de São Paulo e do Rio em dispositivos instalados pelo próprio Rael. "Coisas do meu imaginário", lançado em 2016, foi sucesso de crítica e indicado a prêmio como o APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) e o Grammy Latino, vencendo também o prêmio da música brasileira. Em 2019, Rael lançou os singles "Flor de Aruanda" e "Bença Mãe" e seu quarto álbum de estúdio, intitulado "Capim-cidreira". Com participações de Melim e Thiaguinho, o álbum parte da experiência pessoal de um período depressivo para construir um repertório leve, dançante e de boas energias.

Agenda